🤩 Façam seus próprios livros infantis em família (com roteiro)

Ler é um dos maiores presentes que podemos dar a nós mesmos. Desperta a capacidade de imaginar, expandir o universo com outros pontos de vista e aumentar o senso crítico. Desenvolve a velocidade do pensamento, o raciocínio. Outros elementos-chave que a leitura proporciona é o aumento dos recursos linguísticos para expressar a compreensão de siefição e leitura. Através da leitura o mundo cresce, e nós crescemos com ele.

😄 Uma dinâmica familiar divertida: criem um livro juntos!

Essa dinâmica pode ser muito divertida: criar um livro infantil em família.  Eles serão os melhores livros infantis da casa, a propósito, rs. A autoria deste livro será “Família Oliveira”, “Família Alves”, “Família Nunes”, “Família Silva”… Qual é o da sua família?

Um livro muito especial e único que pode um dia, quem sabe, ser publicado. Não parece ser possível, mas sim. As crianças são muito criativas e são um mar de ideias. Vamos fazer um roteiro para criar este livro exclusivo da família. Acho que todos vão gostar e lembrar daquele momento para sempre. Juntos, vamos trabalhar!

Materiais: muitas folhas de papel em branco, lápis multicolorido e um gravador (celular, por exemplo).

👉Roteiro:

  1. Cronograma: Perceba o melhor momento para todos na família. Quando todos estão juntos e sem algum assunto muito importante para resolver. Um momento descontraído. Este é o momento.
  2. Sem custo: Tudo deve ser feitode ânimo leve, sem custo para um resultado muito bom. Isso não importa.
  3. Brainstorming: Começa com uma tempestade de ideias, onde todos sugerem que os tópicos se desenvolvam. E eles escolhem um tema por votação, onde o tema com mais votos ganha.
  4. Escolha do caractere: Dê nomes de 5 personagens. Eles podem ser inspirados por pessoas conhecidas da família, personagens criados, sendo pessoas, animais ou coisas também. Cinco no total.
  5. Características: Tendo o nome de cada um, escreva três características de personalidade de cada caractere em uma folha em branco.
  6. Desenvolvimento do tema: Livre, sem anotações em princípio para não quebrar o processo de criação. Nesse momento você pode fazer uma roda no chão, onde, um de cada vez, você vai falar uma frase, e a outra pessoa continua, em seguida, passando para a próxima. Você pode gravar, se quiser não perder a noção da história. Quando você chegar a 30 sentenças, você precisará começar para a conclusão final em 5 frases ou mais.
  7. Repetição: Você pode repetir essa dinâmica várias vezes até que a história que mais rasga o riso de todos deve ser escolhida para ser escrita.
  8. Escrevendo a história: Pode ser passada em uma folha ouvindo agravação. Três frases por folha e uma ilustração.
  9. A ilustração do livro: A parte em que a imaginação do leitor ajuda a darasas. Os desenhos devem ser feitos preferencialmente por crianças da maneira mais natural e livre possível. A identidade e a verdade da história também estão nas imperfeições, na expressão autêntica da criança.
  10. A capa do livro: Já conhecendo ahistória, e vendo-a listar, finalmente, podemos escolher um desenho que mais simbolize a história. Pode ser o desenho de uma cena do livro, de um personagem, de um objeto, o que a família escolhe por voto entre as opções pretendidas. Juntos, o título. Só depois de todo o conjunto você pode definir o melhor título da história.

Algumas idéias de capa, mas não precisa ser tão elaborada.

Pronto!!! Temos o livro da “Família…” Queremos saber!

shares