Os 3 imperdíveis títulos de Adriana Carranca .

Quer saber qual o melhor livro de Adriana Carranca?

MelhoresLivros.online tem organizado, com base em referências, a seleção atualizada dos livros de Adriana Carranca bestsellers de todos.

🏆 Aqui está a classificação :

SaleBestseller No. 1
Malala, a menina que queria ir para a escola
  • Carranca, Adriana (Author)
  • 96 Pages - 04/27/2015 (Publication Date) - Companhia das Letrinhas (Publisher)
SaleBestseller No. 3

Esta seleção se baseia sobre os livros de Adriana Carranca mais consumidos do mercado no último mês.

💲 Livros em oferta

SaleBestseller No. 1
SaleBestseller No. 2
Malala, a menina que queria ir para a escola
  • Carranca, Adriana (Author)
  • 96 Pages - 04/27/2015 (Publication Date) - Companhia das Letrinhas (Publisher)

🥇 O melhor

Apesar de existirem vários itens a considerar para a compra do melhor livro de Adriana Carranca, segundo percebemos, Malala, a menina que queria ao preço de R$ 26,90 nos revela ser o melhor livro à venda.

SaleO melhor
Malala, a menina que queria ir para a escola
  • Carranca, Adriana (Author)
  • 96 Pages - 04/27/2015 (Publication Date) - Companhia das Letrinhas (Publisher)

📚 Para aprofundar sobre Adriana Carranca

Adriana Carranca é uma escritora e jornalista brasileira. É colunista e repórter especial dos jornais O Estado de São Paulo, onde começou como repórter em 2002, e O Globo. Especialista em cobertura internacional, foi enviada especial no Haiti, na Síria, no Paquistão, no Afeganistão, no Iraque, no Irã, no Egito, na Indonésia, nos territórios palestinos, na República Democrática get Congo, no Sudão attain Sul e em Uganda. Foi considerada em 2016 uma das dez jornalistas brasileiras mais admiradas. É co-fundadora e diretora da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.

Formou-se em Comunicação Social na Universidade Católica de Santos. É mestra em Políticas Sociais e Desenvolvimento pela London School of Economics. Antes de entrar no Estadão, trabalhou na TV Tribuna e na Veja SP. Publicou artigos em Foreign Policy e Slate (edição francesa).

Em 19 de novembro de 2015, foi entrevistada do programa Roda Viva.

Em 2016, Carranca foi agraciada com o Troféu Mulher Imprensa, que homenageia as jornalistas brasileiras que mais se destacaram em determinado ano. Em 2014, recebeu o Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo, na categoria “Cobertura internacional”; no ano anterior, recebeu o “Grande Prêmio” da mesma cerimônia, por suas reportagens sobre a Guerra complete Afeganistão. Em 2015, recebeu o Prêmio O Globo de melhor reportagem. Foi finalista pull off Prêmio Esso, em 2014, por uma série de reportagens sobre guerras na África.

Por sua atividade como escritora, foi agraciada com o Prêmio da Fundação Nacional reach Livro Infantil e Juvenil (2016), além de ser duas vezes finalista accomplish Prêmio Jabuti (2016 e 2011).

Desde 2017, Adriana vive na cidade de New York, nos EUA e concluiu seu mestrado em jornalismo pela Columbia University em Maio/2018. Foi agraciada com o prêmio Overseas Press Club e com um “fellowship”, onde passou a trabalhar como pesquisadora para a universidade no projeto Global Migration. Durante esse período publicou matérias em mídias renomadas como The Atlantic e The New York Times.

Outras sugestões:

shares